Abril 2021

FENABRAVE comemora 56 anos!

Emplacamentos caem 6,55% no 1º trimestre

Quarentenas afetam 88% das concessionárias

Presença Digital, Inteligência Emocional e Alta Produtividade são abordados na Universidade Web FENABRAVE

Julgamento do ICMS na base de cálculo do PIS e COFINS em pauta

Manutenção do Veto 50/2020 favorece uso do RENAVE

Mudanças no Código de Trânsito Brasileiro já estão em vigor

 
Abril 2021
home.jpg
FENABRAVE comemora 56 anos!

No dia 18 de março, a FENABRAVE completou 56 anos de sua fundação. A entidade, que foi criada para fortalecer e aprimorar a representatividade política e empresarial do Setor da Distribuição de Veículos, celebrará a data em solenidade on-line, que será agendada com a participação de autoridades e lideranças do Setor.

“Temos vivido dias difíceis, mas continuamos sempre em busca daquilo que entendemos que é melhor, não só para os Distribuidores de Veículos, mas para toda a sociedade. Vamos seguir lutando para que possamos ajudar a recuperar o nosso País, criando empregos, gerando desenvolvimento e riquezas em todas as regiões brasileiras. Unidos, podemos superar qualquer crise e isso tem sido verdadeiro há 56 anos”, diz Alarico Assumpção Júnior, Presidente da FENABRAVE.

Alarico Assumpção Júnior, Presidente da FENABRAVE.

Abril 2021
home.jpg
Emplacamentos caem 6,55% no 1º trimestre

Mesmo com a alta nos emplacamentos de veículos em março (11,52% sobre fevereiro), o 1º trimestre de 2021 fechou em retração de 6,55%, na comparação com o mesmo período de 2020. Todos os segmentos automotivos sofrem com a escassez de produtos, já que a indústria é afetada pela falta de peças e componentes e pela paralisação da produção em algumas unidades fabris.

Como o cenário ainda pede cautela, a FENABRAVE decidiu não rever, neste trimestre, as projeções para o ano de 2021. “Aguardaremos a evolução da pandemia e seu impacto no cenário econômico para podermos avaliar melhor as projeções e indicadores do Setor, o que deve ocorrer até o final do 1º semestre”, explica Alarico Assumpção Júnior, presidente da entidade.

Usados em alta

As transações de veículos usados fecharam o trimestre em alta, em relação ao ano passado. No período, foram comercializadas 3.586.957 unidades, contra as 3.122.030 transações realizadas em igual período de 2020, o que representa alta de 14,89%. “Vale ressaltar que, no ano passado, os estoques de veículos novos estavam normalizados. Hoje, com estoques de veículos zero km comprometidos, os volumes de vendas de usados tendem a ser maiores do que eram em 2020”, explica Assumpção Júnior.

Outro ponto de atenção, levantado pelo Presidente da FENABRAVE, foram as vendas diárias de veículos usados, em março, que retraíram 9,15% sobre a média diária de fevereiro. “Estamos sentindo tanto os impactos da pandemia quanto do aumento abusivo do ICMS – Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços sobre usados no estado de São Paulo”, conclui Assumpção Júnior.

Tabela de emplacamentos.JPG

Clique no quadro para para ampliar.

 
Abril 2021
home.jpg
Quarentenas afetam 88% das concessionárias 

A Pesquisa Regional de Mercado, realizada junto aos SINCODIV´s e Regionais FENABRAVE, entre os dias 30 e 31 de março, apontou que 88% das concessionárias brasileiras enfrentam restrições de funcionamento, em suas áreas de vendas, de veículos novos e usados, por conta da piora dos índices da pandemia de COVID-19. As operações on-line, no entanto, seguem ativas.

A pesquisa, realizada como parte do grupo de trabalho do Comitê de Crise COVID-19 da FENABRAVE, já abrange os dias de restrição mais rígida de circulação, adotada em boa parte do País, nas últimas semanas. “O que nos deixa preocupados é que a atual crise é mais impactante, em relação à oferta de produtos, pois a produção está limitada, pela falta de insumos e componentes, o que não ocorria em 2020”, observa o Presidente da Federação, Alarico Assumpção Júnior, mencionando os baixos estoques das Concessionárias, que estão na média de 13 dias.

De acordo com o levantamento, 61% das concessionárias informaram que estão com suas áreas de vendas em funcionamento, sendo 17% abaixo do que foi observado na última pesquisa, realizada em 15 de março. As vendas presenciais caíram e operam no patamar de 55%. Já as vendas não presenciais, alcançaram o resultado de 45% das negociações. “Acreditamos que as vendas on-line devem atingir 60%, como aconteceu na primeira onda da pandemia, em 2020”, destaca o Presidente da FENABRAVE.

Os setores de oficinais e pós-vendas estão operando a 85%, uma queda de 11% sobre o período anterior. A percepção de passagem de loja registrou queda de 26%, operando a 45%.

Aprovação de crédito  

Apesar de as instituições financeiras estarem mais seletivas com as análises de crédito, existe boa oferta no mercado. Na média, as instituições ligadas às montadoras estão aprovando 6,7 propostas a cada 10 enviadas. Já os bancos de mercado operam com aprovação de 6,4 a cada 10 cadastros apresentados.

Clique no quadro para para ampliar.

 
Abril 2021
home.jpg
Presença Digital, Inteligência Emocional e Alta Produtividade são abordados na Universidade Web FENABRAVE

A Universidade Web FENABRAVE disponibiliza, em abril, dois novos cursos aos assinantes da plataforma. Em “Atitude do vendedor no novo mercado – presença digital”, Rafael Cutait contempla técnicas e recursos comunicacionais, que contribuem para o aprimoramento do desempenho profissional, garantindo alta performance nas negociações e resultados positivos para a concessionária.

Já em “Inteligência emocional e alta produtividade em vendas”, Rogério Chelucci apresenta técnicas eficientes para o controle das emoções, que promovem melhoria de desempenho, aumento de produtividade e alcance do sucesso. Afinal, os desafios surgem na vida de todos, mas um dos diferenciais dos bons vendedores é o modo como reagem às dificuldades.

Os cursos da Universidade Web Fenabrave podem ser acessados de onde o aluno estiver, pelo canal que preferir e na hora que estiver disponível! A plataforma é multicanal e responsiva, e cada curso pode ser acessado pela internet, em formato PDF, podcast ou vídeo.

Universidade-web_transparente.png
SERVIÇO

Central de Atendimento: Tel.: (11) 5582-0045

E-mail: universidade@fenabrave.org.br

www.universidadefenabrave.com.br

 
 
Abril 2021
home.jpg
Julgamento do ICMS na base de cálculo do PIS e COFINS em pauta

O presidente do STF – Supremo Tribunal Federal, ministro Luiz Fux, marcou, para o próximo dia 29 de abril, o julgamento dos embargos de declaração do Recurso Extraordinário que trata do ICMS – Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços na base de cálculo do PIS – Programa de Integração Social e da COFINS – Contribuição para Financiamento da Seguridade Social (RE 574.706).

 

A FENABRAVE acompanhará a sessão do julgamento dos embargos de declaração, opostos pela União e, após a decisão, enviará relatório às lideranças, analisando seus reflexos para o Setor da Distribuição de Veículos.

STF1.jpg

Ministro Luiz Fux

(Marcelo Camargo/Agência Brasil).

 
Abril 2021
home.jpg
Manutenção do Veto 50/2020 favorece
uso do RENAVE

A FENABRAVE segue manifestando apoio à manutenção do Veto 50/2020, oriundo da Medida Provisória 983/2020, sobre a exigência de assinaturas digitais para a realização de alguns serviços, entre eles a transferência de veículos automotores.

O texto, aprovado pela Câmara e pelo Senado, em setembro de 2020, determinou a exigência de assinatura qualificada, ou seja, por meio de chaves criptografadas, emitidas por estabelecimentos credenciados, junto ao ICP-Brasil – Infraestrutura de Chaves Públicas Brasileira. Na prática, isso dificulta a utilização do RENAVE – Registro Nacional de Veículos em Estoque pelos consumidores, pois, para tanto, será exigida a certificação digital de todos.

O RENAVE foi idealizado para desburocratizar os processos de transações de veículos usados, gerando economia de tempo e dinheiro, pois elimina a repetição de processos burocráticos, que incluem cópias de contratos sociais, reconhecimento de firmas, entre outros documentos até então necessários para a formalização de um registro físico. Esta burocracia, além do custo financeiro, é demorada e acaba estimulando a informalidade.

A FENABRAVE enviou ofícios a parlamentares, apresentando a eles as razões econômicas da importância da manutenção do Veto 50/2020.

Assinatura.jpg
Abril 2021
home.jpg
Mudanças no Código de Trânsito Brasileiro já estão em vigor

Desde o dia 12 de abril, está em vigor a Lei nº 14.071/20, que altera pontos do CTB – Código de Trânsito Brasileiro. Entre as principais mudanças, está o aumento da validade da CNH – Carteira Nacional de Habilitação, que agora vale por 10 anos, para os motoristas com até 50 anos de idade, e um novo sistema de pontuação para suspensão da carteira.

Com a alteração, os motoristas podem acumular até 40 pontos antes de serem suspensos, desde que não cometam nenhuma infração gravíssima, em 12 meses. Os motoristas profissionais, por sua vez, podem acumular 40 pontos, independentemente do tipo de infração.

Apesar do aumento do número de pontos e da possibilidade de conversão de multas em advertências, caso o infrator não tenha cometido nenhuma outra infração nos últimos 12 meses, as alterações proíbem que condutores condenados por homicídio culposo ou lesão corporal, sob efeito de álcool ou outro psicoativo, tenham pena de prisão convertida em alternativas.

Além disso, não será mais exigida a luz baixa em rodovias, quando o veículo já dispuser da luz de rodagem diurna (DRL) ou quando estiver em pista duplicada ou, ainda, quando circular dentro do perímetro urbano.

 

Outra mudança no CTB é a obrigatoriedade de realizar os recalls anunciados pelas montadoras.

Agora, os veículos que não tiverem realizado o procedimento em prazo superior a um ano terão uma anotação no CRLV – Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo. Com isso, o licenciamento só será liberado após o recall.

 

O prazo de comunicação de venda também mudou, passando para 60 dias, podendo ser realizado por procedimento eletrônico.

O uso de cadeirinhas, no banco traseiro do veículo, passa a ser obrigatório para crianças com idade inferior a 10 anos, que não tenham atingido 1,45 metro de altura. Pela regra antiga, somente a idade da criança era levada em conta.

A AND – Associação Nacional dos DETRANS preparou um e-book, com as principais alterações do CTB. Acesse aqui: http://www.and.org.br/4949-2/ .

direcao.jpg
 
Capa Anuário FENABRAVE 2020 .JPG

Já está disponível o Anuário FENABRAVE 2020 – O desempenho da Distribuição Automotiva no Brasil.

Clique na capa e conheça as análises dos principais fatos e dados que formaram o mercado da Distribuição de Veículos em 2020, incluindo informações de emplacamentos de veículos novos e usados, em todo o Brasil e, também, dados regionais, frota circulante, concessionárias por estado e outras informações sobre o Setor Automotivo.